Edit Content

Menu

3 (4)

Como maximizar o ROI com Low-Code e Inteligência Artificial?

Como maximizar o ROI com Low-Code e Inteligência Artificial?

O cálculo de retorno de investimentos é um dos critérios mais importantes para as companhias atualmente, e controlar essa taxa é essencial para garantir um departamento de tecnologia e desenvolvimento otimizado c. Nesse sentido, aplicar recursos de Low-Code e IA nos processo produtivos podem ajudar a equilibrar essa balança

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

*por Ricardo Recchi

Um termo muito utilizado no mundo empresarial é o ROI (Return on Investment), caracterizada como uma fórmula usada para medir qual será o retorno financeiro, ou lucro, que uma empresa terá ao fazer determinado investimento. Para fazer esse cálculo é preciso subtrair o investimento do retorno, dividi-lo pelo investimento novamente e depois multiplicar por 100 para ter o resultado em percentual.

 

Fazer essa conta é uma rotina comum em grande parte das empresas de todo o mundo e de qualquer setor. E aumentar esse resultado é um dos principais objetivos de uma companhia, pois isso significa a expansão de lucros e, ou,  a redução de custos operacionais.

 

Nesse sentido, é importante que as corporações estejam sempre atentas ao mercado, buscando estratégias que aumentem seu ROI e, ao mesmo tempo, promovam a redução dos gastos. Ao pensar em como maximizar o ROI por meio de  ferramentas tecnológicas, por exemplo,  é importante ressaltar às organizações que elas busquem plataformas para o desenvolvimento das aplicações. Isso porque, ao mesmo tempo que elas promovem baixo custo de programação, elas permitem um ROI em menor tempo.

 

Para esse objetivo, a recomendação é investir no Low-Code, tecnologia que permite aos desenvolvedores criar sistemas com pouca codificação e recursos de inteligência artificial e automação. Essa abordagem possibilita programações ágeis, já que não depende do uso de muitos códigos e nem de desenvolvedores com conhecimento extenso em linguagens de programação. Isso permite à empresa o aumento da produtividade, criando mais aplicações em menos tempo, ao passo em que há redução dos custos operacionais durante os processos. Ou seja, por utilizar poucos recursos, essa tecnologia promove o alcance de um lucro maior se comparado aos outros modelos tradicionais de desenvolvimento de sistemas.

 

Outra tendência que pode contribuir para o aumento do ROI nas empresas é o uso de assistentes de Inteligência Artificial (IA). Ao integrar essas ferramentas a um desenvolvimento em Low-Code, o ganho em produtividade será mais vantajoso. Com isso, desenvolvedores levarão muito menos tempo para criar aplicações, o que culmina em um menor custo de produção e, consequentemente, um maior lucro e aumento do ROI.

 

Além disso, essa tecnologia já se tornou essencial para grande parte das empresas do mundo e está movimentando bilhões de dólares no mercado. Prova disso é que segundo o relatório Artificial Intelligence – In-depth Market Insights & Data Analysis, publicado pelo Statista, a receita do mercado de softwares de inteligência artificial deve crescer 35% ao ano até 2025, atingindo a marca de 126 bilhões de dólares. Isso significa que as companhias que querem estar atentas às demandas do mercado e às inovações tecnológicas impostas pela Transformação Digital devem também começar a investir em IA.

 

Atingir um ROI satisfatório é o desejo de qualquer empresa, mas para isso é preciso que as organizações se prontifiquem para buscar estratégias e, principalmente, ferramentas que promovam mais produtividade e menos custos operacionais. A integração de recursos de IA com tecnologias Low-Code é uma excelente saída para uma maior produção em menor tempo, além de ser uma estratégia para que as empresas se adequem às demandas do mercado e às mudanças impostas pela Transformação Digital.

 

*Ricardo Recchi é country manager da Genexus Brasil, Portugal e Cabo Verde.