>> Destaque - Mercado

SAP Leonardo rouba cena da conferência anual

Com nome sugestivo, plataforma pretende levar mais inovação às organizações que se lançam na aventura da transformação digital. O produto foi um dos destaques do SAPPHIRE 2017, conferência anual da empresa alemã que acontece esta semana, em Orlando

Por: Graça Sermoud, ⌚ 16/05/2017 às 17h55 - Atualizado em 17/05/2017 às 12h41

Mais uma vez o CEO da SAP, Bill McDermott, subiu ao palco do SAPPHIRE, que acontece esta semana em Orlando, para enfatizar o papel da plataforma S/4HANA no processo de transformação digital, mas dessa vez cloud computing dividiu o palco com tendências como IoT e machine learning, com a apresentação do SAP Leonardo, a arquitetura de serviços da gigante alemã que promete levar inteligência para o mundo digital conectando pessoas, coisas e negócios.

 

Lançada recentemente, a plataforma SAP Leonardo foi apresentada a um público de 30 mil pessoas, prometendo unir as tendências atuais de inovação digital em um novo cenário baseado em “design thinking service”. A intenção é ambiciosa, já que o produto tem a pretensão de reunir em torno de si as grandes tendências atuais em termos de transformação digital como machine learning, blockchain, big data, data intelligence, analytics e internet das coisas.

 

Também denominado de Sistema Digital de Inovação, o SAP Leonardo poderá ser implementado no ambiente S/4HANA e em cloud services, explorando todas as soluções oferecidas pelo vasto portfólio da SAP. Portfólio esse montado por meio das aquisições realizadas pela empresa ao longo dos últimos anos. Bill McDermott enfatizou que com essa plataforma a SAP tem a intenção de permitir que empresas possam se transformar em “early adopter”, isto é, consigam sair na frente no uso de tecnologias inovadoras e disruptivas.

 

Vedete do evento, a SAP Leonardo marca uma nova era na estratégia da gigante alemã e no seu posicionamento de mercado. Há algum tempo, não se via um novo personagem roubar a cena da dobradinha S4/HANA e cloud computing. A expectativa do CEO da SAP é que Leonardo se torne a arquitetura mais conhecida da empresa nos próximos anos. O desafio agora é entender melhor como a plataforma vai conseguir atuar em tantas frentes tecnológicas de forma integrada e produtiva, mas a SAP garante que sim.

 

De qualquer forma, explica Bill McDermott, a computação em nuvem e a arquitetura HANA estão por trás de tudo isso e sāo a garantia de sucesso, permitindo que essas tecnologias modernas consigam ser implementadas tendo uma base sólida, tanto de plataforma quanto de modelo de serviço. Ele voltou a enfatizar que a simplificação continua sendo o caminho mais rápido para a inovação.

 

Nesse contexto, a SAP Cloud Applications faz cada vez mais sentido. E a SAP tem conseguido avançar paulatinamente no mundo da computação em nuvem. Para isso, reforçou na abertura do evento o termo “infraestrutura multi-cloud”, exibindo na tela parceiros que hoje garantem esse credenciamento, como Google, Microsoft e Amazon. Além disso, Bill convidou ao palco o fiel parceiro e CEO da Dell, Michael Dell, que reforçou o trabalho conjunto das duas empresas e sentenciou que agora, definitivamente, a TI tem a oportunidade de fazer a diferença.

 

*Graça Sermoud viajou para Orlando a convite da SAP

>> Destaques