>> Destaque - Mercado

O que esperar do SAP Leonardo?

Em destaque no SAPPHIRE, usuários opinam sobre novo produto que promete criar uma camada de integração e serviços que alie as novas tendências tecnológicas e facilite o caminho da transformação digital

Por: Graça Sermoud, ⌚ 17/05/2017 às 11h57 - Atualizado em 17/05/2017 às 12h38

Mais do que um produto, SAP Leonardo é um conceito, atesta o Presidente da SAP para América Latina, Claudio Muruzabal. Em encontro com usuários da região, durante o SAPPHIRE, que acontece esta semana em Orlando, na Flórida, o executivo pontuou a diversidade de soluções e tendências tecnológicas que integram o cenário da transformação digital.

 

O CIO da Votorantim, Joāo Donizetti, presente no painel de clientes, reconhece o desafio das empresas em lidarem a transformaçāo com tantas soluções tecnológicas sofisticadas e disruptivas. Ele acredita que uma plataforma que se propõe a criar uma camada de integração que permita a coexistência e um melhor aproveitamento dessas novas tecnologias pode ser uma grande aliada da TI e dos negócios.

 

End to end

 

Estamos acostumados a ouvir falar sobre internet das coisas, machine learning, inteligência artificial, entre outras tendências. Cada uma dessas tecnologias traz recursos diferenciados, mas que ao mesmo se sobrepõem, criando ilhas de excelência, é a visão de Claudio Muruzabal. Justamente nesse ponto ele acredita estar o diferencial do SAP Leonardo, por oferecer serviços de consultoria e integração em uma única oferta.

 

Entretanto, no rastro da palavra integração existe um histórico de complexidade que a área de Tecnologia da Informação vivencia há anos. Esse é sem dúvida um dos grandes desafios da nova oferta da SAP. Questionado sobre o tema, o CIO da Votorantim acredita que um dos diferenciais do novo produto é ser uma plataforma de código aberto, o que irá facilitar o processo end to end.

 

“Praticamente tomei conhecimento hoje do produto, aqui no SAPPHIRE e me pareceu muito interessante. Vou aprofundar meus conhecimentos, mas acredito que seja algo a ser adotado rapidamente”, declarou Claudio. O CIO da Votorantim acredita que hoje não exista uma plataforma no mercado que se assemelhe a proposta do Leonardo de forma tão consistente.

 

Na Votorantin, por se tratar de uma indústria, internet das coisas é extremamente relevante no modelo tecnológico, principalmente pela dimensão do grupo e a existência de várias plantas fabris. Essa é uma das razões pelas quais João Donizetti acredita no impacto positivo de uma tecnologia que pode reunir todas essas iniciativas e permitir uma gestão mais “friendly”.

 

Atualmente, a Votorantim está debruçada sobre o processo de implementação do S/4HANA. O plano de atualização foi fechado em 2016 e cumpre um extenso roadmap esse ano, envolvendo toda a base instalada. Hoje, a empresa alemã é o principal fornecedor de soluções para o grupo. “Estamos em pleno movimento de transformação digital. O uso da tecnologia é o nosso motor”.

 

Hoje, a Votorantim está trabalhando fortemente com IoT, Analytics e realidade aumentada e se torna um exemplo clássico da grande aposta da SAP em oferecer uma camada de integração com produtos e serviços que permeiam essas tecnologias sobre uma camada de arquitetura já implementada, como o S/4HANA.

 

* Graça Sermoud viajou para Orlando a convite da SAP

 

>> Destaques