>> Destaque - Mercado

“O futuro é multicloud”

Para Paul Matter, Global Cloud Group VP da Veeam, a nuvem serve cada vez mais como um ponto de partida viável para uma agenda digital e está se desenvolvendo a fim de atender melhor ainda às necessidades das corporações

Por: Alexandre Finelli, ⌚ 18/05/2017 às 16h11 - Atualizado em 18/05/2017 às 16h12

“Nos últimos anos, todos ouvimos que a nuvem é uma tendência. Não mais. A nuvem é uma realidade e o futuro é multicloud”. Para Paul Matter, Global Cloud Group VP da Veeam, a nuvem desempenha um papel fundamental no caminho de transformação digital. Tanto que ele afirma não se lembrar de um processo de adoção de outras tecnologias tão rápido como vem ocorrendo com a nuvem. Durante a VeeamOn, Conferência da companhia que ocorre nesta semana em New Orleans (EUA), ele reiterou a importância da cloud para as companhias, mas também como ela vem se desenvolvendo para atender ainda mais às necessidades das empresas.

 

Segundo Matter, a nuvem já é uma prioridade para 70% dos CIOs. Durante o terceiro dia de evento, o executivo destacou ainda uma pesquisa realizada pela IDC revelando que os gastos com infraestrutura de TI na nuvem representarão 46% do mercado total de TI. “Tudo isso tem a ver com as inúmeras possibilidades e oportunidades que esse tipo de ambiente proporciona para o negócio”, disse.

 

Relatório recente divulgado pela companhia também mostra que cada vez mais empresas estão considerando esse ambiente como um local de partida viável para a sua agenda digital, com investimento em software como um serviço esperado para crescer em mais de 50% nos próximos 12 meses.

 

De fato, quase metade dos líderes de TI (43%) entrevistados acredita que os fornecedores de nuvem podem entregar melhores níveis de serviço para dados de missão crítica do que seus processos internos de TI. Investimentos em Backup como Serviço (BaaS) e Recuperação de Desastres como um Serviço (DRaaS) devem crescer similarmente conforme as organizações migrem para a nuvem.

 

De acordo com o Gartner, de 2016 a 2020, o uso de DRaaS ou IaaS para suportar o failover de aplicativos de produção crescerá mais de 200%. Assim, a necessidade de soluções simples para backup em nuvem e recuperação de desastres está aumentando exponencialmente.

 

Novidades

 

A Veeam aproveitou esse movimento de mercado para lançar hoje mais soluções com esse foco e reiterar a aliança de longa data com a Microsoft. A Veeam Disaster Recovery no Microsoft Azure é uma delas. A tecnologia simplifica e automatiza a recuperação de desastres no Azure, ajudando empresas a manter a continuidade dos negócios e a disponibilidade de cargas de trabalho críticas.

 
Além desta, a companhia também anunciou a Veeam PN para Microsoft Azure, solução projetada para simplificar e automatizar a configuração de um site de DR no Azure usando redes SDN (Lightweight Software-defined Networking). O sistema ajuda a manter a continuidade e a disponibilidade dos negócios ao eliminar a complexidade das implantações de VPN e é projetado para empresas de todos os tamanhos e provedores de serviços.

 
A companhia também aproveitou para lançar uma atualização para sua solução de SaaS Availability, Veeam Backup para Office 365, utilizadas por mais de 11.000 organizações em apenas quatro meses de atividade. Com a atualização, a arquitetura permite proteger as implantações maiores do Office 365 com uma única instalação, ao mesmo tempo que habilita Veeam Cloud e Provedores de Serviços (VCSPs) para fornecer serviços de backup do Office 365.

 
Para Mark Russinovich, CTO da Microsoft Azure e que subiu ao palco da VeeamOn para falar dessa parceria, as duas empresas compartilham uma mesma visão para reinventar a TI e gerar mais agilidade de negócios. “Os anúncios de hoje ajudarão a suportar as aplicações críticas de nossos clientes, garantindo que eles se beneficiem da escala, do desempenho e confiabilidade da plataforma em nuvem”.

 
*Alexandre Finelli viajou a New Orleans a convite da Veeam

>> Destaques